Você causa impacto, sabia?

É verdade! Sua vida influencia as pessoas que vivem ao seu redor quer você queira ou não, quer goste ou não goste.
Palavras, gestos, estilo de vida, hobbies, como trata os filhos, amigos que cultiva, locais que freqüenta – são capazes de mostrar qual sua perspectiva de vida, seus valores e suas prioridades. Mostram o que se pode esperar de você.
O conjunto que resulta de sua “forma de viver” não está restrito apenas a
sua família. Se espalha por todos os lugares pelos quais você passa – trabalho, igreja, clubes, etc.
Das interações que temos com as pessoas, surge o desafio de irmos progredindo, aperfeiçoando o modo de nos relacionarmos. Queremos ser significativos para os outros, deixar nossa marca, fazer diferença por onde passamos.
Tal desafio, no entanto, não pode ser superado com facilidade. Exige uma reflexão profunda: o que pretendo ser na vida? Quais devem ser minhas atitudes diante dos outros?
Pare um pouco e pense que tipo de impacto está causando no seu cônjuge (e nos filhos) atualmente? É positivo, estimulando alegria e prazer de estarem juntos? Ou
negativo, a ponto de tornar insuportável o convívio?
Na busca de relacionamentos mais saudáveis, há uma série de qualidades que precisam ser desenvolvidas.
Hoje vamos ver algumas:
1. vou ser mais generoso(a), compreensivo(a) com os
erros do outro – sabe aqueles bate-papos informais comuns em aniversários e festinhas? Pois é, eles servem para observar o quanto as pessoas estão “exigentes” e pouco tolerantes com erros dos outros. A pessoa não aceita a menor falha de outrem, não importa quantos erros ela mesma já tenha cometido, nem mesmo sua gravidade. Para causar um bom impacto nos relacionamentos é preciso mais compreensão e generosidade com as falhas dos outros (filhos, cônjuges, amigos).

2. Vou apoiar mais os outros e me alegrar com seu crescimento em todas as áreas – causa um bom impacto quem troca a inveja pela alegria do sucesso do outro, quem sorri quando vê a vitória de outra pessoa. Remoer-se por dentro pelas vitórias dos outros só leva a doenças emocionais e espirituais chegando, com freqüência, a enfermidades físicas.

3. Vou ser mais grato e expressar isto com mais intensidade – nada mais
desagradável que conviver com pessoas que só sabem reclamar. São incapazes de encontrar o mais simples motivo para agradecer, para se alegrar e ficar de bem com a vida. Ao contrário, lidar com pessoas agradecidas é um alívio. O ambiente fica mais leve e agradável.

A decisão de modificar o modo de nos relacionarmos com as pessoas vai alterar positivamente no impacto que causamos. É interessante perceber que as pessoas que agem com mais generosidade, mais alegria e gratidão são mais felizes. As pessoas amarguradas e tristes demonstram diariamente sua insatisfação com a vida e tornam negativos os ambientes que freqüentam.

Escolhemos naturalmente as pessoas alegres e gratas para nos relacionar, sentindo-nos atraídos pelo seu bom humor e por sua generosidade.
A questão é: será que as pessoas estão escolhendo ficar perto de você ou são obrigadas a aturar seu jeito de ser?

Anúncios
Esse post foi publicado em Familia, Liderança e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s