Casamento faz bem à saúde

Lúcio Cesar Menezes

Ainda que a imprensa dê mais destaque às dificuldades e aos problemas relacionados ao casamento, pesquisas internacionais demonstram que a vida conjugal é uma opção inteligente e saudável. Na verdade, o rompimento deveria ser visto como uma situação excepcional, resultado de situações variadas, entre as quais se poderia incluir a falta de preparação dos parceiros para lidar com diferenças e desafios.

O certo é que casais capazes de dialogar e superar divergências com maturidade vivem bem, obrigado. Aliás, basta observar que a grande maioria das pessoas que passaram por separação buscam novos relacionamentos estáveis. Vejamos o que dizem as pesquisas:

Recentemente, a ciência tem dado uma força para quem quer casar. Pesquisadores de várias nacionalidades verificaram que os homens e mulheres casados são mais saudáveis do que os solteiros. Vários estudos revelam que o casamento influi, em muito, na saúde das pessoas. Mas, não do jeito que os solteiros de carteirinha sempre usaram como desculpa. Hoje, está mais que provado que casados vivem mais e que o fim de um casamento faz mal a saúde. Um estudo publicado em maio no Journal of Marriage and Family, mostra que, após a separação, os ex-casais apresentam uma diminuição na qualidade da saúde. Separados e divorciados têm uma das maiores taxas de doenças. O estudo foi resultado de pesquisas feitas pela Statistics Canada sobre saúde física e mental e condição de relacionamento, com intervalos de dois anos, que começaram no início dos anos 1990. No começo das pesquisas, havia 9.775 participantes, entre 20 e 64 anos. A conclusão para Zheng Wu, da Universidade de Victoria, em British Columbia (Canadá), o principal autor do estudo, é que “deixar de morar junto, como desmanchar um casamento, tende a ter um efeito prejudicial à saúde”. (…)De maneira geral, os homens casados têm um risco menor de morrer vítimas de qualquer causa e um risco duas vezes menor de morte por acidentes e suicídios. Ainda, um terceiro estudo realizado por pesquisadores britânicos do Departamento de Economia da Universidade Warwick, que analisaram dados de mais de 12 mil adultos da Pesquisa Britânica de Família e da Pesquisa Britânica de Aposentadoria, chega a conclusão de que o casamento parece fazer tão bem à saúde dos homens que os comprometidos têm um risco menor de morte do que os solteiros durante um dado período.”

Se você pensava que investir no casamento era apenas uma questão moral ou religiosa, pode acrescentar mais um motivo – uma vida familiar estável é indicativo de boa saúde e de uma vida mais longa. Veja outros exemplos e chegue a sua própria conclusão:

“O American Journal of Cardiology publicou recentemente um estudo que aponta o valor de um casamento feliz na vida das pessoas. James C. Coyne e sua equipe da Universidade da Pensilvânia, no estado da Filadélfia, afirmam, após longos estudos, que um casamento feliz pode afetar os sistemas hormonal ou neurológico, que interferem na progressão de doenças. Os mesmos estudos apontaram que homens e mulheres com insuficiência cardíaca que estavam bem no casamento estavam mais propensos a permanecerem vivos após quatro anos, comparados a pacientes em casamentos mais turbulentos.”

Viver bem é mais barato, mais saudável, mais agradável, mais inteligente e está de acordo com os projetos de Deus. Escolha com sabedoria e desfrute dos benefícios comprovados.

Anúncios
Esse post foi publicado em Familia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s