A importância de impor limites aos filhos

Lúcio Cesar Menezes

Alguns dias atrás tive a oportunidade de ouvir uma conversa interessante. Uma jovem, recuperando-se da dependência de drogas, dizia: “Hoje eu vejo que minha mãe era liberal demais. Bastava eu forçar um pouco a barra e ela já me deixava sair para onde eu queria sem qualquer controle. Sei que errei muito, mas acho que minha vida poderia ser melhor se minha mãe não tivesse me deixado sair algumas das vezes que pedi!
Com a noção equivocada da psicologia moderna de que a imposição de limites pode levar a traumas, muitos são os pais que têm deixado seus filhos a sua própria sorte (ou azar). As conseqüências da omissão dos pais são graves e muito mais danosas que qualquer limitação ou limite.
Em boa parte dos casos de filhos criados sem conhecerem limites há envolvimento com drogas.
O cultivo de regras e de limites na família é educativo, auxiliando na formação do caráter das crianças. Aprendem a ver que sua vontade encontra limites nos direitos de outras pessoas. Aprendem a respeitar as diferenças, a serem tolerantes.
Compreendem que a vida é muito mais que a satisfação imediata e arbitrária de seus desejos.

Como pais, precisamos entender que os filhos testarão os limites e, nem sempre, estarão satisfeitos conosco. A reação servirá para testar se somos coerentes e se levamos a sério o que falamos. Por isso é fundamental que a palavra seja cumprida com rigor e consistência. Pais que falam muito mas não cumprem não são respeitados.
Especialistas em educação de filhos dão algumas dicas para facilitar a imposição de limites de forma que funcionem e eduquem:
1. Seja razoável – evite regras impossíveis ou exageradas. Faça regras que possam ser cumpridas de acordo com a faixa etária dos filhos.
2. Seja claro, explícito – não fale demais, dando verdadeiros sermões. Diga exatamente o que quer, como quer e quando quer. Seja claro e objetivo. Peça para a criança olhar em seus olhos e repetir o que deve fazer ou obedecer para se certificar de que ela entendeu o recado.
3. Seja consistente – se é um valor sério para sua família, faça-o ser cumprido em qualquer circunstância. Se não pode ver televisão antes do dever de casa, cuide para isto seja observado.
4. Seja justo – a criança deve saber o que acontecerá se seu comportamento não obedecer os limites. Cumpra o que prometeu. Ela deve perceber que a punição é decorrência da atitude dela em ir contra a regra combinada.
5. Tenha paciência – os filhos são diferentes. Um poderá aceitar logo o limite e se adaptar. Outro poderá testá-lo até aceitar que a situação é inevitável e que vocês são  consistentes.
6. Pense na criança – cuidado para não destruir seu filho para valorizar uma regra. Seja sensível para compreender que a função dos limites é preparar a criança para ser uma pessoa equilibrada, saudável e respeitadora. Enfim, um cidadão de bem.
Como adultos e com mais experiência de vida, somos responsáveis por conduzir os filhos por caminhos corretos e sob o temor do Senhor. Deixá-los sem orientação firme
e segura é uma forma de desobediência a Deus, pois os deixará mais vulneráveis às ciladas deste mundo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Familia, Filhos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A importância de impor limites aos filhos

  1. David disse:

    Hoje está na moda deixar os filhos fazerem o que querem. Isso não é educação. Isso é “criar pintinhos”. A educação envolve ações conscientes e planejadas para manter os filhos no rumo certo. As dicas sugeridas nos ajudam nessa caminhada. Parabéns

  2. Mirian disse:

    Muito bom este texto!!! Super atual e importante no mundo atual!!!

    Enviado via iPhone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s