Diminuindo as chances do divórcio

A cada dia está ficando mais comum receber notícias de que algum casal conhecido se divorciou. Está “quase” ficando normal. Quero dizer, já não nos surpreendemos e passamos a outro assunto qualquer em questão de minutos.
O que antes era um choque não passa hoje de uma notícia banal e corriqueira.
Por que será que tantas pessoas resolvem romper relacionamentos?
O que faz com que os interesses comuns sejam suplantados pelas vontades pessoais?
As respostas, variadas e complexas, nos levariam a um debate rico sobre o que é essencial à vida e o que dá sentido à existência.
Não seguiremos por aí hoje. Talvez no futuro, com mais calma.
Por ora vamos sugerindo alguns movimentos simples e práticos que podem preservar o casamento e lhe dar longevidade.
Vale esclarecer que as sugestões pressupõem uma atitude – disposição sincera de investir no relacionamento. Sem esta atitude seria impossível superar as dificuldades e agir, pois haverá momento em que a ação estará em contradição com os sentimentos.
Para ilustrar a contradição mencionada basta lembrar que a sensação de frustração diante de uma ação equivocada do outro nos impulsiona ao rompimento, à briga, ao afastamento. Entretanto, a reação adequada incluirá a paciência e a compreensão, com ênfase na restauração e na aproximação.
Vamos às idéias:
1. faça manutenção preventiva – é isso mesmo, vá cuidando do seu casamento desde o primeiro dia. Não deixe que os problemas se acumulem e se tornem quase intransponíveis. Vão ao cinema, saiam para jantar/almoçar, descansem juntos, namorem, passeiem, divirtam-se juntos. Marquem encontros, façam viagens curtas, façam piqueniques. Qualquer que seja sua situação financeira há espaço para momentos de intimidade, de alegria, de compartilhamento. Do jantar sofisticado a um cachorro quente na esquina, o importante é separar tempo para o casal. Ah, um detalhe importante: sem os filhos!!
2. aceite perder uma discussão vez por outra – nem sempre vale a pena vencer uma disputa. Especialmente quando se percebe que o orgulho pode levar à quebra do relacionamento. Às vezes é mais inteligente ceder.
3. invista na paixão e no romance – o casamento não precisa cair na rotina, na falta de criatividade. Mas isto depende do casal e não da sorte. O casal precisa trabalhar (é, suor mesmo) para que o brilho no olhar não acabe, precisar investir tempo e dinheiro para que o romance se renove. Aqui há uma constatação muito interessante. Você já percebeu como as mulheres ficam mais bonitas, mais arrumadas e mais interessantes logo após uma separação? Sabe por quê? Elas percebem que precisam voltar à luta para conquistar um novo amor. Infelizmente não perceberam que se investissem assim enquanto casadas evitariam, muito provavelmente, a separação.
Não espere para se produzir, para se cuidar, para conquistar diariamente seu cônjuge.
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s