Um dia atrás do outro

Cada dia tem seu próprio estigma. De um para outro não há segurança, nem mesmo rotina.

O que parece ser certo desaparece nos acidentes. O que parece ser exato, some nas surpresas do tempo. Quem há pouco andava, cai. Nem sempre levantará.

Os minutos, assim, são a parte mais viva e importante da vida – nele se podem fazer os carinhos, dar os sorrisos, compartilhar o choro ou apenas estar presente.

Nada melhor que um dia atrás do outro…

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Familia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s